pcp2

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Grupo Parlamentar

Comunicado de imprensa

Vulnerabilidade da serra algarvia aos incêndios florestais

Reunião com Presidente da Câmara Municipal de Monchique

O trágico incêndio florestal de Tavira/S. Brás de Alportel, no passado mês de julho, tornou evidente a vulnerabilidade da serra algarvia e revelou significativos atrasos no desenvolvimento da prevenção estrutural, assim como deficiências no dispositivo de combate aos incêndios florestais.

Há que retirar todas as lições e ilações do desastre social, económico e ambiental do incêndio florestal de Tavira/S. Brás de Alportel. Os diversos relatórios elaborados, assim como as audições parlamentares realizadas sobre este incêndio, dão indicações seguras do que é necessário fazer para travar o flagelo, que ano após ano, vai destruindo a floresta algarvia.

Inserindo-se num conjunto de reuniões e contactos com o objetivo de realizar uma avaliação da vulnerabilidade da serra algarvia aos fogos florestais, uma delegação do PCP, integrando o deputado Paulo Sá, eleito pelo Algarve, reuniu hoje de manhã com o Presidente da Câmara Municipal de Monchique, Dr. Rui André.

Nesta reunião foram analisadas as ações de prevenção, vigilância, deteção, primeira intervenção e combate a incêndios florestais, num concelho em que a floresta desempenha um papel fundamental na economia local, tendo-se procedido a um levantamento de medidas passíveis de contribuírem para a prevenção dos incêndios florestais e melhoria da eficácia no seu combate.

O PCP reitera a necessidade de implementação, a nível nacional e regional, das medidas constantes no Projeto de Resolução n.º 291/XII, “Reforçar os meios de prevenção estrutural dos incêndios florestais – Reduzir a carga de biomassa”, apresentado pelo PCP na Assembleia da República no passado mês de abril.

Faro, 14 de janeiro de 2013

XX Congresso PCP

BalancoAROut15_Jul19

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Contactos - www.algarve.pcp.pt